5 Dicas para ter um Site Seguro HTTPS


No post anterior HTTPS e Google – A era dos sites seguros falei sobre a importância da mudança de protocolo de HTTP para HTTPS para manter seu site seguro.

Hoje vou dar algumas dicas de como fazer a contratação de um certificado SSL e alguns pontos a considerar nessa escolha.

O que é Certificado Digital SSL e para que serve?

O Certificado Digital SSL ou Secure Socket Layer (SSL) é um padrão global em tecnologia de segurança que cria um canal criptografado entre um servidor web e um navegador (browser) para trazer mais segurança na troca de informações entre um visitante e o servidor que hospeda o site, garantindo que os dados sejam transmitidos de forma sigilosa e segura.

5 dicas para site seguro com HTTPS

Ou seja, o objetivo principal de um certificado SSL  é impedir que pessoas mal-intencionadas possam capturar informações confidenciais dos usuários, como os dados de acesso na área do cliente em sites de compra ou até mesmo números e senhas dos cartões de crédito.

5 dicas para tornar um site seguro com HTTPS

Vamos tentar tornar simples o entendimento de como fazer a transição de seu site para HTTPS, com cinco dicas baseadas nas informações do Google Search Console:

  1. Utilize um certificado forte: Assegure-se que os certificados SSLs são fornecidos por uma CA (Certification Authority – Autoridade de Certificação) e que sejam de alto nível de segurança, escolhendo uma chave de 2048 bits;
  2. Acesse seu certificado em uma CA confiável que ofereça suporte técnico: Importante para a solução de alguma dificuldade na implantação ou acesso em qualquer momento;
  3. Usar redirecionamento 301: Redirecione os usuários e os mecanismos de pesquisa à página ou recurso com HTTPS utilizando redirecionamentos HTTP 301 no servidor. Com isso você não irá perder a sua indexação antiga nos sistemas de busca;
  4. Verificar se o Google consegue indexar e rastrear as páginas HTTPS: Não bloquear as páginas com HTTPS (via “robots.txt” ou pela meta tag “noindex”). Teste o acesso a essas páginas com o Googlebot;
  5. Os sites HTTPS devem ser compatíveis com HSTS: A HSTS (HTTP Strict Transport Security) faz com que o navegador verifique e solicite páginas HTTPS automaticamente, mesmo que o usuário insira HTTP na barra de endereço do navegador. Além disso, a HSTS solicita que o Google retorne URLs seguros nos resultados da pesquisa. Isso minimiza o risco de exibir conteúdo não seguro aos usuários;

Se precisar de ajuda para tornar seu site seguro, a Vega Web está oferecendo suporte total para aquisição e implantação do certificado em qualquer site que pretende realizar esta transição. Para mais informações, clique aqui e fale conosco através do formulário de contato, ligue ou acesse nosso chat.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *