Preparando-se para a Black Friday

A Sexta-feira Negra – ou mais usualmente conhecido com o termo em inglês “Black Friday”- é uma ação de vendas anual realizada pelo comércio varejista com o objetivo de oferecer produtos a um custo menor do que praticado normalmente. Para nós brasileiros é uma prática recente do comércio, mas no mundo, tudo começou em lojas físicas há mais de quatro décadas. No Brasil a primeira ação ocorreu em 2010, limitando-se às grandes lojas de varejo on-line. Elas obtiveram resultados de quase R$ 800 milhões neste primeiro ano, incluindo de vez o evento no calendário das ações anuais do comércio nacional.

Preparando-se para a Black Friday

Com o passar dos anos, essa prática deixou de ser reservada apenas às grandes redes de varejo on-line e se estendeu para todas as lojas, tanto on-line quanto físicas, independente do porte. Numa adaptação “a la Brasileira”, há lojas que realizam a ação do Black Friday em todos os dias daquela semana, “esticando” a ação durante o final de semana seguinte ou até na segunda-feira da semana posterior, o que é denominado por algumas lojas como “Black Week”, ou “Black Friday Estendido”.

Tudo pronto para vender?

Quando falamos em Black Friday pela ótica do comerciante, existe uma grande preparação para participar deste fenômeno de vendas, desde as ações de marketing que serão realizadas, o tipo de mercadoria que será oferecida com preço menor e mais atrativo, negociação com fornecedores, distribuição das mercadorias, estoque, expedição, gerenciamento administrativo e financeiro, e tudo que envolve a operação, prevendo uma demanda acima do fluxo normal. Mas, ás vezes, o empresário esquece que a loja virtual também vai sofrer um fluxo acima do normal. A pergunta que faço é: Sua loja virtual possui as condições para receber a quantidade de usuários que você projetou para realizar suas vendas?

Penso que isso seja um detalhe ignorado por boa parte dos donos de lojas virtuais. Nos períodos de picos de vendas como o Black Friday, é comum ouvirmos relatos de compras malsucedidas por causa da “queda do site”, tornando o processo de finalização da compra inviável. Mesmo havendo alguns usuários complacentes – ou com desejo muito grande de aproveitar determinada oportunidade – que insistem por um período mais prolongado até o retorno da operação da loja virtual, isso gera uma frustração muito grande. Na maioria das vezes o problema leva à desistência da compra pelo usuário.

Preparando sua loja virtual para a Black Friday

Mas então, quais são as medidas preventivas que um dono de loja virtual deve tomar para evitar problemas quando o fluxo de usuários for maior?  Bom, neste momento é recomendável contar com alguns técnicos de algumas áreas específicas, para realizar a preparação da loja virtual para uma ação como essa. O primeiro é o profissional ou agência de marketing digital. Com eles, você vai montar sua estratégia, ao aplicar o funil de marketing digital, saberá da conversão das metas de vendas estabelecidas, que será preciso gerar um determinado número de “leads” dentro de determinado período, que são os usuários que irão visitar sua loja.

Com esta informação, um segundo profissional, que pode ser da própria equipe de marketing ou da empresa de host (que faz a hospedagem da loja virtual) deve projetar a demanda, avaliando o impacto do tráfego de dados, bem como o número de conexões simultâneas que pode ocorrer. Um terceiro profissional, da própria Equipe do Host, de posse dessas informações, poderá avaliar estas condições específicas e liberar mais recursos, ou oferecer uma melhor estrutura para suportar este tráfego durante o período de vendas.

Um quarto profissional que se poderia contar é um agente para monitorar a loja virtual, nem que seja por amostragem, afim de identificar qualquer problema que possa ocorrer durante os períodos de maior fluxo e, assim, gerar uma ação preventiva para retornar o serviço, como interagir diretamente com a empresa responsável pelo host, ou solicitar à agência de marketing digital que interrompa a divulgação, caso um problema seja mais crítico e de duração maior.

Esses cuidados poderão lhe ajudar a tirar o máximo proveito do potencial de sua loja virtual. De fato, seus resultados poderão ser até maiores que os esperados. Portanto não esqueçam de cuidar da porta de entrada de seus clientes virtuais, pois se ela estiver obstruída, eles simplesmente poderão ir embora.

Avatar
CEO da Vega Web