O número de pessoas que acessam a Internet cresce de forma galopante, segundo o IBGE em 2000 havia 9,8 milhões de pessoas no Brasil que acessavam a Internet, já no final de 2007 este número saltou para 39 milhões e em pesquisa mais recente atingiu a marca de 67,5 milhões, já o Datafolha apresenta a incrível marca de 61,4 milhões de usuários.

e-commerceA discrepância entre os números deve-se à diferença de metodologia, mas ambos os institutos consideram apenas os internautas maiores de 16 anos. Nas áreas urbanas, 44% da população está conectada à internet, e 97% das empresas brasileiras estão conectadas à internet.

No primeiro semestre de 2008, as compras on-line somaram R$ 3,8 bilhões (45% mais do que igual período de 2007). Estava previsto fechar o ano em R$ 8,5 bilhões, gastos por 11,5 milhões de e-consumidores (expressão usada para pessoas que compram através da Internet). Mesmo com crise, esperava-se um crescimento de vendas em torno de 25% a mais do que no ano passado. Resultado: O ano fechou em R$ 8,2 bilhões (crescimento de 30% na comparação com 2007), gastos por 13 milhões de e-consumidores.

Segundo a pesquisa, 87% dos internautas utilizam a rede para pesquisar produtos e serviços, e estes dados estão relacionados ao e-commerce (Comércio Eletrônico – Lojas Virtuais na Internet que efetivam compras on-line), e não expressam produtos e serviços adquiridos através de sites institucionais que recebem solicitações de orçamento e realizam negócios indiretamente pela Internet.

comm_fat

 

De acordo com a 21ª edição da pesquisa WebShoppers, divulgada pela consultoria e-bit, em 2009 o e-commerce brasileiro cresceu 30%, atingindo faturamento de R$ 10,6 bilhões e tíquete médio de R$ 335 em 2009. Para 2010, a expectativa se mantém nesse patamar e o faturamento deve chegar a R$ 13,6 bilhões.

Marcelo Martins
Web Designer e Redator Web